O Krav Maga

A concepção do Krav Maga revela um caminho que permite qualquer um exercer o direito à vida, mesmo no cenário violento que nos rodeia. É a única luta não reconhecida mundialmente como arte marcial. Não há regras ou competições, pois sua técnica visa à legítima defesa em situações de perigo real. Com respostas simples, rápidas e objetivas para situações de violência do dia a dia, mostra ao cidadão comum como se defender, independentemente de condicionamento físico, idade ou sexo.
Com origem militar, sua aplicação nas forças de segurança já foi adotada por corporações do mundo inteiro por sua eficiência em combate. A ideia básica é tratar da ameaça imediata (um estrangulamento, por exemplo), prevenir que o agressor possa voltar a atacar, neutralizar o agressor, proceder todos os passos de maneira simples e eficaz. Tirar vantagem da iniciativa do agressor o mais rápido possível.
O Krav Maga geralmente assume uma posição em que se tenta infligir ou defletir o máximo de dor no oponente. Genitais, olhos, e outras zonas de “golpes baixos” são enfatizadas, tal como outros golpes em que se maximize o dano ao adversário. É utilizado o peso do corpo para se atacar. É claramente aceitável fugir da situação de conflito (retirada tática), se a situação nos obrigar a isso.
O Krav Maga pode ser utilizado contra oponentes armados de várias maneiras ou contra vários adversários. É também um método de defesa muito eficaz em ambientes fechados.
 

A KKMAB

O Professor Alexandre Demara iniciou a prática de artes marciais aos sete anos de idade. Graduado em diversas lutas: Judô, Karatê, Capoeira, Kombato, Krav Magá e Kapap – lutas das forças de defesa de Israel. Com mais de 20 anos de experiência com Krav Magá – faixa preta 4º DAN – criou sua associação que tem por finalidades, promover a prática e difusão da defesa pessoal, bem como atuar e promover cursos, seminários, palestras e intercâmbios culturais e sociais entre seus membros. Com estas experiências, e diante da necessidade crescente do cidadão comum saber prevenir-se e defender-se de atos de violência e vandalismo, decidiu criar um programa próprio, específico para defesa pessoal urbana.
Agilidade, força e velocidade somadas à inteligência, superando a força bruta e o uso de armas. Coordenação motora, explosão e técnica são ganhos reais, e salvam vidas.
Nossa filosofia principia na necessidade de preservação da integridade física do cidadão comum diante das situações de ameaças reais do cotidiano.
A filosofia passada é a da necessidade de sobrevivência, aumentando a auto-estima e a confiança de seus praticantes.
Além de turmas regulares que preparam o aluno para as mais adversas situações de perigo e violência, a associação também oferece cursos práticos e teóricos focado nas necessidades específicas de grupos e/ou profissionais: Cursos para profissionais da área de segurança, defesa pessoal feminina, para terceira idade, adolescentes e etc. Cada curso é elaborado conforme o perfil do grupo, com um conteúdo de aprendizado rápido, prático e eficaz que permite sua aplicação imediata em situações corriqueiras, como assaltos, furtos, estupros, violência doméstica, bullying (agressões a adolescentes), etc.
 

O Fundador

Alexandre Demara
Instrutor-Chefe

Mestre em Krav Magá - Faixa preta (5º Dan)

Nossa Missão

- Promover o treinamento em Defesa Pessoal

- Promover o treinamento em Krav Maga

- Promover o treinamento Fitness

- Promover o treinamento em Kapap

- Promover Exames de Faixa para Kravistas

- Promover Cursos, Workshops, Seminários, etc.

 

REGULAMENTOS

DOJÔ

1. DOJÔ é o local destinado ao estudo e prática do krav maga;

2. A organização, limpeza e conservação, cabe à todos os praticantes que utilizam o dojô, assim como aos equipamentos que a ele pertencem;

3. Ao entrar e sair do dojô, alunos e instrutores deverão prestar seu respeito ao local de treino com o devido cumprimento;

4. É expressamente proibido beber e/ou comer dentro da área de treino;

5. Não é permitido que visitantes circulem pela área de treino ou utilizem qualquer equipamento da mesma, sem a devida autorização;

6. Aluno sem uniforme completo, apenas poderá treinar com autorização do instrutor;

7. Durante os treinamentos, falar somente o necessário sempre com educação e disciplina;

8. Evitar brigas e desentendimentos, dentro e fora do dojô;

9. Evitar usar técnicas aprendidas fora do dojô, salvo em legítima defesa, eventos e demonstrações;

10. É obrigação do aluno mais graduado, tratar com respeito e dignidade os mais novos, orientando e esclarecendo dúvidas na medida de seu conhecimento;

11. Somente alunos com graduação elevada (à partir da faixa verde) e com devida autorização oficial, poderão ministrar aulas pela Associação;

12. Ninguém, seja aluno ou não, poderá usar o nome da Associação para uso pessoal em email, propaganda, vestuário, etc., sem autorização prévia da Diretoria Executiva.

EXAME DE GRADUAÇÃO

1. A nenhum aluno/praticante será imposta a obrigatoriedade de exame de graduação;

2. Todo e qualquer nível de graduação terá um tempo mínimo estipulado para o treinamento das técnicas;

3. Três requisitos obrigatórios para exame de graduação:
– tempo mínimo estipulado em cada programa técnico,
– conhecimento mínimo das técnicas aprendidas,
– aptidão física mínima para as atividades (TAF);
OBS: Haverá critérios diferentes de avaliação, respeitando diferenças de idade, sexo, físicas e anatômicas.

4. A primeira avaliação será de aptidão física e será eliminatória. Os NÃO APTOS, voltarão a fazê-la, se quiserem, após 3 meses. Para os APTOS, a avaliação técnica será em uma ÚNICA DATA, para TODAS AS UNIDADES DE TREINAMENTO da KKMAB no Rio de Janeiro, a ser escolhida pelo Diretor Técnico, no prazo máximo de 7 dias;

5. Toda e qualquer avaliação terá seu custo equivalente à graduação;

6. Dois (2) exames de graduação serão feitos no ano; um no mês de JUNHO e outro no mês de NOVEMBRO, com 2ª tentativa para os NÃO APTOS em SETEMBRO e FEVEREIRO, respectivamente;

7. Apenas poderá participar dos exames, aluno/praticante em dia com suas mensalidade, anuidade e custo de avaliação;

8. O tempo mínimo de treinamento será aferido por uma folha de presença em cada unidade da KKMAB;

9. Caberá ao instrutor de cada unidade de treinamento, relacionar os alunos/praticantes dentro dos requisitos obrigatórios, comunicando, previamente, ao Diretor Técnico.

10. ABRIL é o mês base para o pagamento da anuidade com a associação. Aluno/praticante que inicia a atividade após o mês de ABRIL, pagará proporcional ao término do ano vigente.

PARÁGRAFO ÚNICO

O aluno/praticante que optar por não fazer exame de graduação, continuará treinando normalmente, aprendendo técnicas novas conjuntamente com seus colegas que optaram por fazer e passaram no referido exame. Apenas, não receberá a faixa, o certificado e não será registrado no livro da KKMAB.

Endereço:

  • Rua Mário Piragibe, 26 - Méier - Rio de Janeiro-RJ
(21) 99647-5019

Solicite Aula Grátis

  Mail is not sent.   Your email has been sent.